texto | versão mobile
RadioramaBrasil.com
Arquivos Autores Sobre Fale Conosco Home

O vinil voltou. E quer vingança.

por Micael Silva
» 16 de setembro de 2008

Navegando dali pra cá na Internet a gente acaba sempre encontrando algo interessante. E o que acha de interessante acaba mandando para os outros pelo MSN:

Micael:
http://www.amazon.com/vinyl/
será que o vinil volta de vez?

Tadashi:
Tá voltando
mas por mim, prefiro os CDs ainda

Bom, a história é que a Amazon, a grande loja virtual, agora tem uma seção só para vender os vinis novinhos em folha, e outros nem tanto. E pra quem não sabe mais onde ouvi-los, tem outra seção pra você comprar seu toca-disco. Do mais básico, de braço reto, ao mais sofisticado, que conversa até com o seu iPod. (seu, não meu, eu não tenho iPod.)

Já dentro desse diálogo, há duas pessoas que viveram épocas um pouco diferentes: Eu vivi o final do vinil sendo vendido em larga escala no Brasil, lá pela primeira metade dos anos 90. Já o Tadashi, supondo pelo que já conversei com ele, teve um contato muito menor com isso. Meus presentes musicais na infância foram de vinil, tipo Sandy e Júnior, TV Colosso… Tive o prazer de riscar alguns deles até. Me divertia:

Micael:
nada contra, mas vinil é legal
eu gostava de bricar de colocar coisas no prato e ficar girando enquanto toca
AEHUAEHUAEHUAHEUAE

Mas quem cresceu, amou e ama o CD também defende seu lado:

Tadashi:
AUSHAUSHAUHSAUHSA
é grande o vinil

Micael:
tem os compactos tambem

Tadashi:
e o preço?

Micael:
nao sei, nao comprei ainda

Tadashi:
deve ser mais caro que Cd

Micael:
sempre foi, mas nada tira o charme dele
não acho que o CD vai sumir com uma volta do vinil
muito menos o MP3
só vai ser uma opção a mais

No início dos anos 90, eram três suportes de música: Vinil, fita-cassete e o novíssimo CD. Cada um pra um tamanho de bolso (e caso seu poder aquisitivo fosse menor que qualquer um deles, tinha a fita pirata…). O CD massificou e unificou todas as vendas em um formato único. Esqueceu-se que nem todo mundo tem o memso gosto, muito menos o mesmo bolso.

CD era coisa pra gente moderninha. Cassete era coisa pra gente pobre. Vinil era para a eternidade. Hoje os pobres usam MP3 (ou MP4, MP5, 6, 7, 8…) Foston, o iPod vira o ícone dessa era o os moderninhos usam o Blip.fm.

Tadashi:
Eu não encotro vinil vendendo aqui
acho isso muito estranho

Micael:
em são paulo eu sei que a livraria cultura da paulista já tem seção de vinil

Eu fiquei sabendo dentro dessa reportagem do Vitrine. Até agora não sei de nenhum outro lugar no Brasil que vena LPs novos em folha, que souber, me avise.

Até porque preciso saber se vai valer a pena mesmo mandar a minha vitrola pra uma manutenção geral.

5 manifestações:

  1. Tadashi Oshiro 17/09/2008 - 19:41

    Se soubesse que ia tirar esse “print” eu até ia caprichar mais.
    UAHSUAHSUASUAHS

  2. Alexandre 5/01/2009 - 11:15

    Muito legal a postagem. Fiz uma referência na minha página.

    Ter vivido a época do vinil foi massa! Cada disco era uma conquista. Em comparação com o CD a capa e os encartes eram a melhor parte. Fita era para se ouvir no carro, ou para guardar o som daquela bolacha difícil de se conseguir.

    Quem trocou uma coleção de vinis por CDs, como eu fiz, acredito que deve se arrepender um bocado…

    Falou!

  3. Joaquim 13/06/2009 - 09:50

    Você encontra vinis novinhos (Lacrados ou como na Inglaterra, EUA, chamam – Sealed Vinyl) ONDE:
    SUBMARINO e AMERICANAS.COM (No mundo virtual).

    No mundo físico (Ah mundo velho…) Você encontra nas LOJAS SARAIVAS e em Megastores que vendem livros e quase tudo! Abraços e regulem o VTA certinho! Cápsula importada de prefrência ou então, dá-lhe Santa Ifigênia, São Paulo – CATODI.
    (Põe no google) BETASHOP E ELETROSATES. Não esqueça também de procurar em lojas de instrumentos musicais, pois aqui tem um Geminni em uma.
    Taaaaammmbémmm encontrarás vinis ZERADOS em termos de sulco, depois de lavados (blog limpezadevinis – busca) ficam como um espelho! Boa sorte e sinta a diferença no som, se puder.

  4. Joaquim 14/06/2009 - 05:55

    Quando falo em Catodi, Beatshop, é para compra de toca-discos novinhos e cápsulas/agulhas. E quando falo em lojas de instrumentos musicais é porque algumas também vendem toca-discos novinhos. Escolha sempre o direc-drive (DD). E se quiser saber a fundo sobre LP’s, coloque na busca google “vinilnaveia”. Abraços, Joaquim.

  5. marcia souza 3/02/2010 - 10:34

    Estou vendendo minha coleção de vinis.
    Visitem o blog para visualizar a listagem.
    Obrigada

Deixe seu comentário

Aviso:

Não serão aceitos neste blog comentários ofensivos. Você tem toda a liberdade de discordar dos assuntos e opiniões aqui tratados, mas faça isso como gente grande.

2007-2017 Alguns direitos resevados via Creative Commons
Tema RockinChrome designed by Cory Miller